0item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.
DIETA CETOGÊNICA NO TRATAMENTO DA EPILEPSIA

DIETA CETOGÊNICA NO TRATAMENTO DA EPILEPSIA

R$74,90

(Disponível)

DIETA CETOGÊNICA NO TRATAMENTO DA EPILEPSIA

Seja o primeiro a avaliar este produto

Status: Disponível

R$74,90
R$74,90

Detalhes

Dedicatória

Aos pacientes com epilepsia e seus familiares

Agradecimentos

Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo

Prefácio

Em Marcos 9:14-29 a Bíblia narra o tratamento de um menino que foi trazido por seu pai a Jesus, passagem imortalizada no célebre quadro de Rafael ‘A Transfiguração de Cristo’, pintado entre 1518 e 1520.

O menino lunático (Marcos 9: 14-29)

“E chegando junto aos outros discípulos, viram uma grande multidão em torno deles. E logo que a multidão viu Jesus, ficou admirada e correu para saudá-lo. Ele perguntou-lhes: “Que discutiam com eles?” Alguém da multidão respondeu: “Mestre, eu te trouxe meu filho que tem um espírito que quando o toma, o atira ao chão. E ele espuma, range os dentes e fica rígido. Pedi aos teus discípulos que o expulsassem, mas não conseguiram”. Ele, porém, respondeu: “Ó geração incrédula! Até quando estarei convosco? Até quando vos suportarei? Trazei-o a mim”. Levaram-no até Ele. O espírito vendo a Jesus imediatamente agitou com violência o menino que, caindo por terra, rolava e espumava pela boca. Jesus perguntou ao pai: “Há quanto tempo lhe sucede isto?” – Desde pequeno, respondeu; e muitas vezes o atira ao fogo ou à água para matá-lo. Mas se tu podes, ajuda-nos, tem compaixão de nós”. Então Jesus lhe disse: “Se tu podes! ...Tudo é possível àquele que crê!” Imediatamente o pai do menino gritou: “Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade!” Vendo Jesus que a multidão afluía, conjurou severamente o espírito impuro, dizendo-lhe: “Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: deixe-o e nunca mais entre nele!” E, gritando e agitando-o violentamente, saiu. E o menino ficou como se estivesse morto, de modo que muitos diziam que ele morrera. Jesus, porém, tomando-o pela mão ergueu-o, e ele se levantou. Ao chegar em casa seus discípulos perguntaram-lhe, a sós: “Por que não pudemos expulsá-lo?” Ele respondeu: “Esta espécie de demônios com nada se pode expulsar, a não ser com oração e jejum”.

Jejum era o tratamento das crises epilépticas ao tempo de Jesus Cristo. Por mimetizar os efeitos do jejum, usado há tempos imemoriais, a dieta cetogênica, popularizada há cerca um século, é um dos tratamentos efetivos para epilepsia. Para as pessoas cujas crises epilépticas não são controladas com fármacos antiepilépticos, a dieta pode reduzir o número e a gravidade das crises e ainda exercer efeitos positivos sobre o comportamento.


Este livro, detalha os passos históricos lentamente progressivos da dieta cetogênica desde uma época em que se acreditava que a descoberta de sucessivos fármacos antiepilépticos promoveriam a cura da epilepsia. Nos últimos vinte anos, com a constatação da eficácia limitada dos mesmos a despeito da comercialização de 16 novos fármacos antiepilépticos a partir de 1990, tem havido uma explosão no interesse científico e no uso da dieta cetogênica.

Nesta obra pioneira e essencial em nosso meio, inaugurada com o diagnóstico e tratamento das crises epilépticas, todos os aspectos fundamentais desta modalidade terapêutica são abordados de maneira didática e abrangente. Nela, a partir do papel do estresse oxidativo na epilepsia e dos mecanismos neurobioquímicos da dieta, um profissional interessado encontrará informações que lhe fornecerão as bases para a instituição deste tratamento e as precauções no decorrer do mesmo.

Nossos parabéns a este grupo multidisciplinar capaz de organizar com extraordinária extensão todos os aspectos fundamentais de uma das mais eficazes modalidades terapêuticas em epilepsia.

Elza Márcia Yacubian | São Paulo, setembro de 2016

Professora livre docente em Neurologia do departamento de Neurologia e Neurocirurgia
Unidade de Pesquisa e Tratamento das Epilepsias, Universidade Federal de São Paulo

Autores

Brenda Caroline Ladeia Soares

Nutricionista formada pelo Centro Universitário São Camilo – SP. Pós graduanda em Nutrição
Pediátrica pelo ICr- FMUSP e Aprimoranda em Nutrição Clínica pela Faculdade de Saúde Pública – USP.

Cristina Yuri Takakura

Nutricionista pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp). Especialista em Nutrição Clínica em Pediatria pelo Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Nutricionista das Unidades de Nutrologia, Hepatologia, Berçários, Erros Inatos do Metabolismo e Dieta Cetogênica do Instituto da Criança - HCFMUSP

Daniela Kawamoto Murakami

Nutricionista pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP). Especia- lista em Nutrição Clínica e Terapia Nutricional pelo Grupo de Apoio a Nutrição Enteral e Parenteral (GANEP). Trabalhou no Instituto da Criança do Hospital das Clínicas (ICr - HCFMUSP) no Ambulató- rio de Dieta Cetogênica. Atualmente é nutricionista da Autarquia Hospitalar Municipal do Hospital Municipal Dr. Fernando Mauro Pires da Rocha (HMFMPR).

Eliana Garzon

Neurologista e Neurofisiologista, coordenadora da Seção de eletroencefalografia do Hospital das Clínicas de São Paulo da FMUSP.

Giovanna Fernandes Ricciarelli

Técnica em Nutrição e Dietética, graduanda em Nutrição pela Universidade Paulista e aluna de ini- ciação científica do Departamento de Nutrição pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP).

Laura M. F. Ferreira Guilhoto

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Mes- tre e Doutora em Medicina pela FMUSP. Pós-doutoramento Children’s Hospital Boston – Harvard University. Neurologista responsável pelo Ambulatório de Epilepsia Infantil da Unidade de Pesqui- sa e Tratamento das Epilepsias (UNIPETE) do Hospital São Paulo da Unifesp.

Letícia Pereira de Brito Sampaio

Médica Neurologista Infantil do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Coordenadora do ambulatório de dieta cetogênica para epilepsia. Médica Neurofisiologista Clínica -Eletroencefalografia - do Hospital Israelita Albert Eins- tein. Doutora em neurologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Luciana Midori Inuzuka Nakaharada

Neurologista infantil e Neurofisiologista do Setor de Neurofisiologia do Hospital Sírio Libanês e do Hospital Municipal Infantil Menino Jesus.

Márcia Wang Matsuoka

Doutora em Radiologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Maria Luiza Giraldes Manreza

Médica Supervisora do Serviço de Neurologia Infantil da Divisão de Clínica Neurológica do HC da FMUSP. Doutora em Neurologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universi- dade de São Paulo.

Marcela Marques O. Gregório

Graduada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo. Mestranda na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Nutricionista colaboradora do serviço de dieta cetogênica no Ambulatório de Epilepsia Infantil da Unidade de Pesquisa e Tratamento das Epilepsias (UNIPETE) do Hospital São Paulo da Unifesp.

Mariana Baldini Prudencio

Nutricionista graduada pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. Mestran- da no programa de pós-graduação em Nutrição em Saúde Pública da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.

Nágila Raquel Teixeira Damasceno

Pos-doutora em Imunofisiopatologia (USP) e Endocrinologia e Lipideos (UnB, Espanha), Profa. Associada da Universidade de São Paulo, vinculada ao Departamento de Nutricão, Faculdade de Saúde Pública e Diretora da Divisão de Nutricão e Dietética do Hospital Universitário da Univer- sidade de São Paulo.

Patrícia Azevedo de Lima

Doutoranda do Programa de Nutrição Humana da USP. Mestre em Ciências pela USP, Especialista em Nutrição Clinica pelo GANEP. Nutricionista pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Ex-Nutri- cionista do Ambulatório de Dieta Cetogênica do ICr-HC-FMUSP.

Silvia Maria Sucena da Rocha

Doutora em Radiologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Radiologista Pediátrica, assistente do Serviço de Apoio Diagnóstico e Terapêutico do Instituto da Criança do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Sumário

I - Epilepsia: Definição, Etiologia, Epidemiologia e Diagnóstico
09 - Epilepsia: visão epidemiológica e etiológica
22 - Estresse oxidativo na epilepsia: aspectos neurobioquímicos e mecanísticos
33 - Aplicações e limitações dos métodos diagnósticos
46 - Tratamentos da epilepsia

II - Dieta Cetogênica no tratamento da epilepsia
65 - Aspectos históricos e manejo nutricional
75 - Mecanismos neurobioquímicos da dieta cetogênica
86 - Epilepsia e Dieta cetogênica:Papel dos biomarcadores inflamatórios
93 - Dieta cetogênica na resposta clínica e seu impacto na qualidade de vida
101 - Pirâmide cetogênica

III - Efeitos Adversos
110 - Dieta cetogênica e marcadores cardiometabólicos
128 - Alterações no metabolismo hepático na dieta cetogênica
133 - Inadequações de micronutrientes da dieta cetogênica
146 - Impacto no crescimento e desenvolvimento

156 - IV - Perguntas e Respostas

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

  1. Seja o primeiro a avaliar esse item

Queremos saber sua opinião

Como você avalia este produto? *

  1 estrela 2 estrelas 3 estrelas 4 estrelas 5 estrelas
Conteúdo
Qualidade
Preço