0item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.
Métodos diagnósticos da síndrome metabólica em adolescentes e adultos

Métodos diagnósticos da síndrome metabólica em adolescentes e adultos

R$16,70

(Disponível)

  • Métodos diagnósticos da síndrome metabólica em adolescentes e adultos Métodos diagnósticos da síndrome metabólica em adolescentes e adultos

Métodos diagnósticos da síndrome metabólica em adolescentes e adultos

Seja o primeiro a avaliar este produto

Status: Disponível

R$16,70
R$16,70

Detalhes

O conjunto de alterações metabólicas, como dislipidemias, resistência insulínica, diabetes, hipertensão arterial e acúmulo excessivo de gordura na região abdominal é denominado de síndrome metabólica e são consideradas importantes comorbidades da obesidade. Esta constelação de anormalidades é relacionada ao desenvolvimento de maiores riscos de morte por doença cardiovascular, o que reduz significativamente a expectativa de vida em indivíduos obesos. De fato, o acúmulo excessivo de gordura visceral leva ao aumento da secreção de citocinas e adipocinas pro-inflamatórias capazes de potencializar alterações metabólicas de parâmetros que compõem o diagnóstico da síndrome, como a resistência insulínica, considerada papel chave para o desenvolvimento de diversas outras alterações.

Existem diversos critérios para a realização do diagnóstico da síndrome metabólica na população, entretanto os mais utilizados pela literatura científica nacional e internacional são os critérios propostos pela Organização Mundial da Saúde, Federação Internacional de Diabetes, e pelo “Treatment of High Blood Cholesterol in Adults”. Embora utilizem quase os mesmos parâmetros, existem algumas diferenças entre eles.

Considerando a elevação de risco para mortalidade cardiovascular, a síndrome metabólica deve ser tratada considerando todos os aspectos relacionados ao estilo de vida e que conduzam a redução de peso. Prevenção por meio de hábitos de vida saudáveis, e o tratamento por meio de estratégias nutricionais são fundamentais para melhorar a qualidade de vida de obesos. Neste sentido, neste módulo abordaremos os principais aspectos relacionados a fisiopatologia, diagnóstico, prevenção e tratamento da síndrome metabólica.

Conceitos chave:

Resistência insulínica: situação na qual há uma alteração na via de sinalização da insulina a nível celular, fazendo com que as concentrações de insulina sejam insuficientes para uma resposta normal deste hormônio, o que favorece reduz a captação de glicose pelas células e conduz a um quadro de hiperglicemia.

Dislipidemias: condição na qual há elevação das concentrações sanguíneas do colesterol total e/ou suas frações (LDL-C e VLDL-c), redução da HDL-C ou elevação das concentrações de triglicerídeos.

Hipertensão arterial: elevação crônica da pressão arterial sistólica e/ou diastólica.

Esteatose hepática não-alcoólica: acúmulo de gordura no fígado não ocasionada pelo consumo de bebida alcoólica, e sim pelo consumo excessivo de calorias, gordura saturada/ trans e açúcares simples.

Aterosclerose: doença crônica e inflamatória caracterizada pelo acúmulo de gordura e elementos fibrosos nas paredes das artérias, o que pode conduzir ao infarto e acidente vascular encefálico.



AUTORES


Profa. Ms. Deborah Cristina Landi Masquio

Nutricionista formada pela Universidade Federal de São Paulo (2009) e Técnica em Nutrição e Dietética pelo Centro Paula Souza (2004). Especialista em Obesidade, Emagrecimento e Saúde. Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências da Saúde da UNIFESP. Integrante do Grupo de Estudos da Obesidade (GEO) desde 2006. Experiência em estratégias interdisciplinares para o tratamento da obesidade em adolescentes e adultos.

Profa. Gabriela Tronca Poletto

Nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo. Extensão em Gastronomia pelo I’IPSSAR D. Dolomieu di Longarone – Italy. Especialista em Obesidade, Emagrecimento e Saúde pela UNIFESP. Mestranda em Ciências da Saúde pelo Programa de Pós-graduação em Nutrição da UNIFESP. Experiência na área de Nutrição Clínica Hospitalar com participação em Programa de Cuidados Clínicos direcionado ao Infarto Agudo do Miocárdio com Supra de ST.



SUMÁRIO


06   INTRODUÇAO

07   DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DA SÍNDROME METABÓLICA

11   DIAGNÓSTICO CLÍNICO E AVALIAÇÃO LABORATORIAL

13   CRITÉRIOS DIAGNÓSTICOS DA SÍNDROME METABÓLICA

16   PREVENÇÃO DA SÍNDROME METABÓLICA

17   TRATAMENTO NÃO MEDICAMENTOSO DA SÍNDROME METABÓLICA

18   RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS NA SÍNDROME METABÓLICA

24   CONSIDERAÇÕES FINAIS

25   CASO CLÍNICO

26   QUESTÕES

30   REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

  1. Seja o primeiro a avaliar esse item

Queremos saber sua opinião

Como você avalia este produto? *

  1 estrela 2 estrelas 3 estrelas 4 estrelas 5 estrelas
Qualidade
Preço
Conteúdo